Blog

TAXA SELIC E SUA INFLUÊNCIA NA GESTÃO AGRÍCOLA

Taxa Selic

Vamos falar de gestão agrícola? Você, produtor, deve saber muito bem que a economia influencia diretamente em seus negócios, por isso hoje a nossa pauta é a Taxa Selic. 

Responsável por impactar todas as taxas de juros do Brasil, no agronegócio, é possível citar duas taxas de financiamento que a Selic influencia, como o Plano Safra e o crédito rural, sendo um fator tanto de queda, quanto de ascensão de investimentos no setor. Tratando-se do crédito rural, a Selic é como uma base estimativa sobre os juros que você pagará por um empréstimo. Ficar atento ao histórico da taxa é essencial para o planejamento financeiro e saúde do seu negócio. 

O Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic), é administrado pelo Banco Central do Brasil, onde se negociam títulos públicos federais. Como um meio de baliza da monetização política, a taxa tem grande importância no que se refere ao controle da inflação, no que se refere aos preços de produtos e serviços.

Por ser parte da infraestrutura do mercado financeiro, o sistema Selic é primordial para o funcionamento adequado do Sistema Financeiro Nacional. Conforme o Banco Central (BC) pelo sistema Selic é possível resolver casos de falências em instituições financeiras, ajudando a controlar fraudes.

Mudanças da taxa Selic

O Comitê de Política Monetária  (Copom) do BC regula a Selic. A cada 45 dias eles se reúnem para definir o valor da taxa, se é necessário aumentar ou diminuir. No dia 8 de dezembro de 2021, o Copom elevou a taxa Selic para 9,25% ao ano, o maior percentual dos últimos quatro anos.  Com juros maiores, o crédito encarece e a economia fica mais lenta.

Taxa Selic e o agronegócio

No setor agro, a taxa tem influência principalmente nos empréstimos e financiamentos, é por isso que para fazer negócios de maneira mais segura, é preciso ficar atento às tendências de alta ou queda. Principalmente para quem sofre com  geada e seca, o crédito rural costuma ser um degrau para retomar a atividade, mas para isso, lembre-se, é preciso ficar alerta sobre as inclinações da taxa Selic.

Mas quais são os pontos que devem ser observados quando se fala em operações de custeio? Considere sempre a compra de insumos e máquinas, o preparo do solo, a colheita e operações do cotidiano. Uma dica é analisar o crédito de comercialização, pois são utilizados para garantia de recursos, na espera por um bom preço de venda. Além disso, os créditos para investimento também precisam ser bem ponderados, já que é utilizado para compra de bens e de uso a longo prazo.

Para saber como e quando usar a taxa Selic ao seu favor, acompanhar as notícias é importante, desta forma, você saberá quais são as previsões para o mercado financeiro, e poderá se preparar melhor. Caso tenha dúvidas sobre o assunto, é interessante contar com a ajuda de um especialista.

Gostou do conteúdo? Inscreva-se na nossa newsletter e fique por dentro de informações importantes para gestão agrícola. 

 

Compartilhar
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Veja Também