Blog

10 benefícios do fertilizante orgânico no cultivo de trigo

blog 2

O trigo é o segundo cereal mais cultivado no mundo, ficando atrás apenas do arroz. É uma gramínea herbácea com metabolismo C3, da família Poaceae e sua produção dura entre 100 e 170 dias. Em forma de farinha, é um dos ingredientes essenciais para diversos alimentos. O trigo é cultivado e consumido em todos os cantos do planeta. O cultivo de trigo é importantíssimo para a nossa sociedade. A partir de sua farinha são feitos os principais alimentos do mundo moderno, além de mover grande parte da economia mundial. Massas, pães, pizzas, bolos, biscoitos, feno para animais e até mesmo algumas categorias de cervejas são feitas a partir do trigo. Por ser matéria prima para muitos alimentos essenciais, o trigo torna-se um dos ingredientes básicos para a manutenção de diversas famílias no Brasil e no mundo.

A primeira aparição e cultivo do trigo na história tem relação com a revolução agrícola há aproximadamente 9.500 A.C. no Crescente Fértil, na antiga Mesopotâmia, área entre o Egito e o Iraque. Região onde estão hoje a Palestina, Israel, Jordânia, Kuwait,  Líbano e Chipre, Síria, Iraque, Egito, Turquia e Irã.

Em 4.000 a.C. os egípcios começaram a desenvolver os primeiros tipos de pães e aprimorar os processos de fermentação. Em 2.000 a.C. a cultura de trigo já estava espalhada ao redor do mundo. Na China, começou a ser utilizado como base para alimentos clássicos como macarrão e pastel. Já no século nove, os árabes levaram para a Itália as massas, que nada mais eram do que preparações feitas à base de farinha e água, tendo como principal benefício o potencial de longo tempo de armazenamento. Ainda na Itália, no século 11, em Nápoles, passou-se a colocar sobre as massas alguns ingredientes como “cobertura” para a massa, o que daria origem à pizza. No Brasil, o trigo foi trazido a partir da colonização portuguesa e obteve rápida adaptação se comparado com outras culturas.

Todo o trigo produzido no mundo deve totalizar 768,5 milhões de toneladas em 2020, um aumento de 0,5% em relação ao ano anterior.  No Brasil a produção de 5,5 milhões de toneladas do ano passado não cobre os 12,4 milhões de toneladas consumidas, segundo dados da Conab, por isso a necessidade de importação. O estado que lidera, atualmente, o cultivo de trigo no Brasil é o Rio Grande do Sul que colheu 2,3 milhões de toneladas em 2019. A seguir estão o Paraná e São Paulo na produção tritícola. O consumo mundial de trigo mais que dobrou nos últimos quarenta anos. Atualmente são consumidos 63 kg de trigo por pessoa por ano no planeta, quantidade considerada ideal pela Organização Mundial da Saúde.

No âmbito nutricional, o trigo desempenha um papel importante e é uma das principais fontes de carboidratos e proteínas na alimentação do ser humano. É um alimento altamente energético que fornece cerca de um quinto de todas as calorias consumidas. O brasileiro consome, por ano, em média 27 kg de trigo na forma de pão. Além de carboidratos, o trigo possui diversos elementos-chave na nutrição como vitaminas e minerais. Quando a farinha de trigo é consumida integral, o trigo torna-se também um aliado à saúde intestinal, pois é fonte de fibras, o que ajuda no controle de peso, níveis de colesterol e previne problemas cardíacos.

Solos preparados para receber plantios de trigo podem ser muito beneficiados por fertilizantes. O solo torna-se mais saudável, necessitando de menos componentes contra pragas, pois a colheita será mais saudável.

Dez benefícios do fertilizante orgânico na cultura do trigo

Plantações de trigo podem ser potencializadas com fertilizantes orgânicos, o que pode gerar uma série de benefícios e dispensar agentes prejudiciais para o meio ambiente

  1. Aumento da produtividade com melhor relação custo x benefício;
  2. Melhora a qualidade do grão, em Peso Hectolitro (PH) e força do gluten (w);
  3. Redução da adubação nitrogenada, reduzindo custo de produção;
  4. Maior retenção no solo de água, ajudando em períodos de seca;
  5. Diminui a variação de temperatura no solo;
  6. Aumenta a sanidade da planta;
  7. Reduz a quantidade de defensivos agrícolas, uma vez que a cultura passa a ser  mais sadia;
  8. Melhora a CTC do solo, diminuindo perdas de nutrientes por lixiviação;
  9. Fornece todos nutrientes necessários para cultura, com liberação gradual evitando perdas de nutriente;
  10. Deixa residual para próxima cultura.

Como manejar o fertilizante orgânico no trigo

O fertilizante pode ser aplicado antes da implantação do trigo, incorporando ou não. Caso não seja incorporado, deve ser aplicado no período mínimo de 30 dias antes do plantio. Outra alternativa para a implementação de fertilizantes orgânicos na cultura de trigo é a aplicação em cobertura antes do perfilhamento.

Os dias de temperaturas amenas, preferencialmente baixas, são melhores para a aplicação de fertilizantes. Um fator que também facilita e potencializa a implementação de fertilizantes é a aplicação antes de chuvas de baixa intensidade. Em plantações de trigo, deve ser feita a adubação orgânica em conjunto com adubação química, exceto nos casos de plantio de trigo orgânico.

A análise de solo antes da aplicação de fertilizantes é de extrema importância para ter-se noção do teor de matéria orgânica, o que guiará a quantidade de fertilizante a ser depositado no solo.

Compartilhar
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Veja Também