Blog

Conheça o mercado da bananicultura

bananicultura

Quando se pensa no mercado da bananicultura, estamos falando de um ramo em expansão. De acordo com a CNA Brasil, mesmo a produção de banana no Brasil sendo a 4° maior no mundo, apenas 1,5% de toda a produção é voltada para o mercado externo.

Esses números escancaram uma ótima oportunidade de mercado interno, principalmente porque a comercialização de banana oferece um retorno rápido ao investimento e que a fruta pode ser comercializada durante o ano todo.

Pensando nesse cenário promissor da bananicultura, se você é produtor rural e atua no ramo, ou então deseja começar em breve, preparamos um texto completo sobre esse mercado no Brasil, os principais desafios e outras particularidades da cultura.

Aproveite a leitura!

  • Qual o cenário da bananicultura no Brasil?
  • Como ocorre o ciclo produtivo da bananicultura?
  • Quais os principais desafios do produtor rural que atua com bananicultura?
  • Mais produtividade na bananicultura

Qual o cenário da bananicultura no Brasil? 

Atualmente, de acordo com o Sebrae, o Brasil é responsável pela produção de 6,9 milhões de toneladas de bananas por ano. Quase metade desse número vêm da região nordeste, com 2,5 milhões de toneladas ao ano.

Nessa região, a bananicultura encontra clima e condições ideais de produção em  grande escala, com alta produtividade.

A produção de banana no Brasil é forte na agricultura familiar, nas organizações cooperativas e em associações de produtores. Além disso, produtores multinacionais também investem na bananicultura e colhem ótimos resultados.

Qual a fruta que não pode faltar na sua casa? 

Temos certeza que a banana é uma delas. Não é à toa que o brasileiro consome em média 25kg da fruta por ano. Isso demonstra como o plantio da banana pode ser uma grande oportunidade para quem deseja retorno financeiro em curto prazo.

Como ocorre o ciclo produtivo da bananicultura?

A produção de banana requer alguns cuidados específicos para com seu manejo, que variam desde o local apropriado, a temperatura e a umidade adequada do plantio até a colheita.

A banana possui uma estrutura diferente, seu caule é de tipo rizoma, e é subterrâneo, é a partir dele que saem as raízes. O tronco é um pseudocaule de onde se ramificam as folhagens que emitem entre 25 e 35 folhas que servirão de suporte aos cachos.

O plantio de bananas ocorre a partir de mudas de plantas adultas chamadas de rizomas, esse plantio ocorre de forma manual em covas de 30x30x30cm e o espaçamento adequado entre cada uma das covas varia entre 2 e 3 metros, dependendo da variedade escolhida.

A partir da planta considerada “mãe”, uma família começa a se formar. Isso acontece com o desenvolvimento de rebentos que surgem a partir da planta. 

Com o passar do tempo de produção, esses rebentos também se tornarão mães e produzirão novos rebentos, seguindo com o ciclo produtivo.

Todo o funcionamento da produção de bananas depende do chamado “desbaste”, técnica que consiste em eliminar a planta original chamada de “avó” mãe que produziu no ano, deixando somente a nova mãe e duas filhas.

Leia mais: Saiba qual é o fertilizante mais indicado para o seu plantio

Essa técnica influencia diretamente no tamanho dos frutos, na orientação do alinhamento das plantas e na vida útil do bananal. 

O primeiro desbaste deve ocorrer entre o quarto mês depois do plantio e deve ser repetido em 6 e 10 meses, além, é claro, da retirada de folhas secas.

O clima ideal para a bananicultura em cultivo comercial é de 28°C, sendo que os limites extremos não devem ficar nem abaixo e nem acima de 15° a 35°C. 

A precipitação pluviométrica ideal é de 1900 mm bem distribuídos durante o ano. No caso de regiões com precipitações muito inferiores a essa, torna-se necessário o uso de ferramentas para a bananicultura, tais como a irrigação.

Outro fator determinante para um bom andamento da produção de bananas no Brasil é a luminosidade. Ela deve ser de no mínimo 4 horas diárias, resultando em uma média de 1500 horas de luz por ano para que se possa alcançar uma colheita rentável.

A grande maioria das variedades de banana suporta ventos de até 40 km/h. Acima disso, começam a ocorrer danos e avarias na produção. 

Um exemplo dessas devastações é o desprendimento parcial ou total da planta e a quebra do pseudocaule. No caso de ventos acima de 55 km/h, ocorre a destruição total da produção. 

A altitude também interfere no ritmo de produção. Por este motivo, o plantio de bananas deve ocorrer em 0 e 1000m de altitude, considerando que a cada 100m de elevação o tempo do ciclo de produção é elevado entre 30 e 45 dias.

A bananeira é uma planta que se adapta bem em diversos tipos de solos. Entretanto, o solo mais indicado é de aluvião profunda, que seja rico em matéria orgânica e tenha boa capacidade de reter água. 

Leia mais: Análise de solo e sua importância para alcançar alta produtividade

A implantação da lavoura requer um solo com pH entre 5,5 e 6,5, com saturação de bases de 70%, o que requer calagem em toda a área de plantio, com profundidade entre 20 e 40cm. 

Quais os principais desafios do produtor rural que atua com bananicultura?

As principais dificuldades encontradas na produção de bananas no Brasil podem ser divididas entre os problemas de ordem física, e também relacionadas ao nível macroeconômico que exigem atenção e organização.

Quando se trata de problemas relacionados com o manejo de bananas, é preciso ressaltar que, por apresentar significativas peculiaridades, a cultura da banana requer muita atenção, desde o momento do plantio até a colheita. 

É preciso prezar pelas corretas técnicas de produção para que se possa atingir todo o potencial financeiro gerado pela bananicultura.

A bananeira, assim como todas as outras culturas, pode apresentar diversas doenças que causam prejuízos significativos na produção. 

Entre as principais temos: sigatoka-negra, sigatoka amarela, mal-do-panamá, moko, viroses, doenças de frutos e nematoses. A doença mais grave é o mal de sigatoka-negra, provocando perdas de até 100% nas variedades suscetíveis, afetando quase todas as variedades comerciais.

Também existem diversas pragas que podem contaminar uma produção de bananas, entre elas, as principais são: 

  • Moloque-da-bananeira;
  • Broca-do-pseudocaule;
  • tripés-da-ferrugem-dos-frutos;
  • tripés-da-erupção-dos-frutos;
  • traça-da-bananeira.

Outro cuidado essencial para o sucesso financeiro do cultivo de bananas é o transporte que, se feito de maneira inadequada, pode comprometer boa parte da produção. A estimativa é que 40% de toda a perda que ocorre no Brasil seja no momento do transporte.

Para além dos problemas relacionados à produção em si, a cadeia de produção e distribuição da fruta, que por vezes é muita longa, resulta em margens reduzidas de lucro para os produtores.

A flutuação constante dos preços também pode causar problemas, uma vez que a definição de valores não possui parâmetros sólidos, a rentabilidade da empreitada pode ser comprometida por fatores que fogem do controle dos produtores. 

Além disso, as taxas cambiais atualmente não favorecem a exportação, o que justifica em partes a baixa taxa de exportações de banana.

Mais produtividade na bananicultura

Agora que você já sabe tudo sobre bananicultura, ficou ainda mais fácil ter sucesso na produção. Para isso, elencamos três elementos principais:

Produtividade: é preciso garantir que os recursos naturais sejam utilizados da forma mais eficiente possível, visando desde as técnicas de preparação do solo até a colheita, transporte e distribuição.

Qualidade: também associado com as condições de produção, um rigoroso controle de qualidade permite a comercialização da fruta nos melhores mercados disponíveis e, é claro, pelos melhores preços.

Formas de organização: para garantir competitividade e melhorar os custos gerais, a organização de produtores é indispensável à produção de bananas no Brasil.

E, para te ajudar ainda mais, trouxemos uma dica extra:

Com o uso correto de insumos da mais alta qualidade, como o Fertilizante Orgânico Premium da Adubasul, sua produtividade e rendimento serão ainda maiores.

Com todas essas dicas, é possível ter muito sucesso e criar uma fonte de renda estável e lucrativa com a bananicultura neste ano. Não deixe de conferir os produtos da Adubasul para otimizar sua produção e aumentar ainda mais seu rendimento financeiro.

 

Compartilhar
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Veja Também